Apoio ao Cliente

Watch Care

Porque devo fazer um teste de estanqueidade?

  • A estanqueidade de um relógio não é uma condição permanente. Recomendamos a realização de um teste de estanqueidade anual  e/ou antes de expô-lo de maneira prolongada ou frequente à imersão na água ou até ambientes com elevadas carga de partículas/pó.

 

  • Neste serviço específico, o relojoeiro abre o relógio e tira o movimento da caixa, lava a caixa e a bracelete (se for metálica) numa substância líquida apropriada para o efeito, substitui todos os vedantes assim como as asas de mola da bracelete e a pilha se for um relógio de quartzo. Volta a encaixar o movimento e efectua os vários testes de estanqueidade, consoante as características do relógio.

Quando devo fazer um serviço de manutenção?

  • Recomendamos um serviço de manutenção de dois em dois anos, quando o teste de estanqueidade falha ou quando existe uma avaria e não se justifica realizar um serviço completo.

 

  • Neste tipo de serviço, o relojoeiro abre o relógio, desmonta completamente a caixa (luneta, vidro, coroa, botões de cronógrafo ou outros) e procede à limpeza de todos os componentes da caixa e da bracelete (se for metálica) com uma máquina de ultrassons. Se o cliente escolher a opção polimento: antes da limpeza, um técnico especializado executará todas as operações dos diversos tipos de polimento da caixa e da bracelete (se for metálica) com máquinas sofisticadas. O relojoeiro volta a montar a caixa, com substituição de todos os vedantes e prossegue com a fixação ou colagem do vidro; a seguir, efetua os testes de estanqueidade, consoante as características do relógio.

 

  • Se for um relógio de quartzo, a pilha é substituída. Se se tratar de um relógio mecânico, o relojoeiro limpa e lubrifica o escape e o balanço; efectua um teste de precisão ao movimento e, se necessário, procede à sua regulação. A seguir, o relojoeiro volta a encaixar o movimento e efectua novamente os testes de estanqueidade, consoante as características do relógio e acaba com um controlo onde o relógio é testado pelo menos 48 horas em várias posições (normalmente cinco).

 

  • Por fim, o relojoeiro substitui as asas de mola e monta a bracelete/correia (que pode ou não ser substituída consoante a deterioração e orçamento) antes de realizar um último controlo estético ao relógio.

Quando devo fazer um serviço completo?

  • Todos os mecanismos de precisão necessitam de manutenção depois de um certo tempo. A frequência da revisão depende dos modelos e dos mecanismos, das condições de uso e também do clima a que estão sujeitos. Em regra geral, um relógio necessita de um serviço completo todos os 3 a 6 anos.

 

  • Neste serviço, o relojoeiro abre o relógio, desmonta completamente a caixa (luneta, vidro, coroa, botões de cronógrafo ou outros) e procede com a limpeza de todos os componentes da caixa e da bracelete (se for metálica) com uma máquina de ultrassons. Se o cliente escolher a opção polimento: antes da limpeza, um técnico especializado executará todas as operações dos diversos tipos de polimento da caixa e da bracelete (se for metálica) com máquinas sofisticada.
  • Tal como a caixa, o movimento é completamente desmontado e os componentes estão todos lavados em máquinas de ultrassons. O relojoeiro procede à substituição de todos os componentes com desgaste, de acordo com o orçamento; depois volta a montar o movimento e procede à sua lubrificação. O movimento é regulado seguidamente testado durante vários dias. Durante este tempo e após o eventual trabalho de polimento, o relojoeiro volta a montar a caixa, com substituição de todos os vedantes e procede à fixação ou colagem do vidro; a seguir, ele efectua os testes de estanqueidade, consoante as características do relógio.

 

  • Só quando o desempenho do movimento ficar dentro dos parâmetros fiabilidade é que o relojoeiro volta a encaixar o movimento; depois efectua novamente os testes de estanqueidade, consoante as características do relógio e acaba com um controle onde o relógio é testado pelo menos 48 horas em várias posições (normalmente cinco).

 

  • Por fim, o relojoeiro substitui as asas de mola e monta a bracelete/correia (que pode ou não ser substituída consoante a deterioração e orçamento) antes de realizar um último controlo estético ao relógio.

Precisa de Ajuda

Não encontra o que precisa? Contacte-nos